VOCÊ ESTÁ LENDO

Um sobrevoo por St. Augustine

Um sobrevoo por St. Augustine

Em 1565, Dom Pedro Menéndez de Avilés da Espanha desembarcava aqui para fundar St. Augustine, cidade que nascia com um nome em homenagem a São Agostinho, o bispo católico da cidade de Hipona. Dali em diante, estes arredores da Flórida ganhariam o sotaque espanhol que perdura até os dias de hoje. Na atualidade, a região, considerada a mais antiga da parte continental dos Estados Unidos, se consagra pela vida pacata que marca o seu cotidiano, atraindo turistas curiosos por doses de história. Na caminhada por aqui, a primeira parada é sempre em Matanza Bay, onde está instalado o Castillo de San Marcos, a principal atração do roteiro turístico, por refletir uma verdadeira viagem ao século 17, já que erguido a partir 1672, o lugar funcionava como um forte militar, responsável pela proteção da cidade. Ao longo de sua existência, foi invadido diversas vezes, até sua desativação em 1933, passando a integrar o United States National Park Service. E hoje quem visita o monumento pode descobrir acessórios, armas, ferramentas e o vestuário que fizeram parte da evolução do Castillo de San Marcos, de forma que o ponto alto é uma espécie de cerimônia que inclui disparos dos canhões estrategicamente posicionados. Ainda na face histórica, os caminhos se encontram diante da Catedral Basílica de St. Augustine, construída entre 1793 e 1797, seguindo estilo arquitetônico clássico, e que na verdade é o resultado de algumas tentativas, já que a primeira catedral era simples e teria sido destruída em 1586. Apesar da série de conflitos entre espanhóis e ingleses para domínio da região, no fim do século 18, a basílica foi finalizada e conquista turistas pela grandiosidade do edifício e pela delicadeza dos vitrais que cercam o seu interior.
CASTILLO por kmoliver
Detalhes da arquitetura do Castillo de San Marcos

A fim de brincar com o imaginário, St. Augustine ostenta peças do passado, e um exemplo disto é o St. Augustine Pirate & Treasure Museum, um museu que acolhe nada menos do que a maior coleção de artigos piratas do mundo. Em seu interior estão o diário do pirata, o som da última batalha de Barba Negra, as bandeiras de Jolly Roger – aquelas que carregam o símbolo dos piratas, com uma caveira e dois ossos cruzados -, e outros tesouros captados após naufrágios. Outra maneira de vivenciar a experiência pirata é entrar a bordo do El Galeon Andalucia, um navio de carvalho com todas as pompas de um verdadeiro pirata, que permanece no centro de St. Augustine até julho deste ano, oferecendo visitas guiadas para lá de emocionantes, diariamente das 10h da manhã até às 18h. Menos atraente, mas ainda assim uma alternativa, os passeios de carruagem fazem parte da cartela de opções, de forma que ao longo de 45 minutos um guia leva você até 1565 para, então, remontar a chegada dos colonos espanhóis na cidade, enquanto perpassa ruas de paralelepípedos e prédios de séculos atrás.
PIRATA por DeusXFlorida
Ambiente pirata domina pontos turísticos de St. Augustine

Longe de possuir aqueles detalhes típicos das cidades de interior, St. Augustine tem uma vida noturna agitada capaz de abrir espaço tanto para uma noite à base do melhor do jazz, quanto para um encontro entre velhos e novos amigos, com Martini na mão e areia sob os pés. Um exemplo desta diversidade é o Tini Martini Bar, de onde saem bebidas como o Rosemary Martini, à base de alecrim fresco, gim e toranja rosa, ou o Blueberry Julep, que leva uísque, mirtilos, hortelã e soda. Em frente ao bar, o mar. Aliás, essa é a pedida para as manhãs em St. Augustine: a praia. O destaque se mantém no intocado Parque Estadual Anastasia, onde a vida fica mais divertida quando se depara com os 1700 hectares preenchidos com mar, trilhas ecológicas, áreas para piqueniques, lojas de presentes, entre tantas opções. Também uma representante de grande beleza, a praia de St. Augustine, na Ilha Anastasia, atrai pescadores para o seu píer, além de crianças para o playground e uma porção de viajantes interessados em curtir um dia de sol nessas areias de branco intenso. Nesta toada, por estes arredores, basta chegar e escolher o melhor lugar para aproveitar um pedaço tão generoso de paraíso.
PIER por CodyPChristian
Píer leva turistas à vista panorâmica

Para saber mais:
www.visitflorida.com


Flávia Lelis, editora de conteúdo online e amante de viagens por natureza

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »