Cidade de Pedro

Clima fresco, paisagem panorâmica arrebatadora. Para quem sai do clima urbano coberto de concreto por todos os lados, a primeira impressão quando se está em ambiente recortado de verde em ângulos distintos, é a admiração. E é isto que, de fato, acontece com quem desembarca na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro. Localizada na região serrana do Estado, a área parece um pequeno complexo de história, já que além do título imperial, confere aos turistas que a visitam, aquele prazer de descobrir parte do cotidiano do reinado português. Consciente da grande oportunidade que acena à você, é clássico sentir-se rendido diante das grandes proporções do Museu Imperial, que antes de ser convertido em endereço para diversos tesouros da coroa, serviu de residência para o imperador D. Pedro II. Aliás, a sua preferida.

Aberto ao público há 70 anos, o antigo palácio conserva detalhes de sua grandiosidade, traduzida nas imponentes colunas de sua arquitetura exterior, no mármore Carrara desde o hall, nas gigantes proporções do jardim de grama verde. Em sua face interior estão expostos os itens que remontam um passado de reis e rainhas, seja por meio dos móveis de madeira de lei, das joias ou dos quadros que adornam as paredes. Reside, em destaque, a pena que teria sido utilizada pela princesa Isabel para assinar a Lei Áurea. A princesa, aliás, também aproveitou bastante os ares refrescantes de Petrópolis, ao lado do Conde d´Eu, num palácio no centro da cidade, na rua Koeler, que ainda preserva detalhes originais, como os azulejos portugueses da cozinha e a varanda onde foi tirada a última foto da Família Real antes de partir para Portugal, no século 19.

petro3

Ainda na esfera histórica, uma casa de pequenas fronteiras, datada de 1918, atrai multidões, isto porque, na rua do Encanto, está o Museu Casa de Santos Dumont, que como o próprio nome sugere, serviu de lar para o famoso aviador brasileiro. Contudo, para quem visita o lugar, fica a conclusão de que Dumont foi muito além do objetivo de desbravar os céus, deixando um legado como inventor de artefatos do cotidiano como chuveiro e mobílias. Não muito distante dali, o tempo é observado na transição do século 19 para o 20, no Palácio Rio Negro, antiga residência do Barão do Rio Negro, construída em 1889, mas com apogeu alcançado em 1903, quando os presidentes do Brasil, passaram a utilizá-lo como casa de veraneio. A tradição permaneceu intacta até 1969, e depois foi retomada em 1997, com o então presidente Fernando Henrique Cardoso.

petro2

Classificada entre as atrações mais recentes do solo petropolitano, o Museu de Cera conta com tecnologia importada da Inglaterra, mais precisamente do consagrado Museu Madame Tussauds, para apresentar figuras como Albert Einstein, Alfred Hitchcock, Johnny Depp, D. Pedro II e muitos outras, em minúcias de cera. Atente para as rugas da pele de Einstein, são perfeitas! Ainda que batizada por seu passado, Petrópolis é convidativa também para quem busca momentos mais despojados, afinal, é aqui que está fincada a sede da cervejaria Bohemia, inaugurada em 1853. Entre, desfrute do tour Bohemia Experience e teste seu paladar com algumas produções do mestre cervejeiro. Quando a noite cair, restaurantes charmosos e intimistas como o Bordeaux, tornam-se pontos disputados por quem aprecia vinho e culinária de excelência. No bairro de Itaipava, a sugestão é o Don Bistrô, recatado em sua extensão, mas um gigante com sua carta de vinhos que relaciona 350 rótulos. O lugar além de extremamente agradável guarda atendimento cuidadoso e bolinhas de queijo de arrasar! E se você chegou até aqui, vá um pouco em frente, experimente a oportunidade de visitar a fábrica da cerveja Itaipava por dentro e conhecer o Castelo de Itaipava, de estilo medieval, que serviu de cenário para a nova versão da novela Guerra dos Sexos, da Rede Globo.

Raio-X
Cidade: Petrópolis
Estado: Rio de Janeiro
Clima: tropical de altitude
Gentílico: Petropolitano
Distância: cerca de 70 km do Rio de Janeiro

Para saber mais:
Petrópolis Convention e Visitors Bureau www.pcvb.com.br


Flávia Lelis, editora de conteúdo online e amante de viagens por natureza

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »