VOCÊ ESTÁ LENDO

Trancoso: por que ela continua irresistível?

Trancoso: por que ela continua irresistível?

Ela é a preferida de celebridades internacionais e de artistas brasileiros de grande quilate há pelo menos duas décadas. As razões são variadas: privacidade, tranquilidade e beleza natural de todos os tipos, do mar à mata intocada. Assim é Trancoso, a queridinha de dois a cada dois turistas que a conhecem, e o lugar mais desejado por três a cada três viajantes que ainda não estiveram lá. O lugar mais badalado continua sendo o Quadrado, ponto de encontro de gente bonita, mas só a partir da hora do almoço, ou bem mais tarde para o jantar. Ali uma pequena dúzia de empreendimentos charmosos instalados em casinhas coloridas de estilo colonial conservam turistas satisfeitos, a exemplo dos restaurantes Capim Santo, Il Mercato e Portinha, e do bar Canto do Quadrado. Em cada um, estar em meio à natureza é um detalhe, já que as poltronas de almofadas guardam requinte.

Com sol quente – mais de 30 graus diariamente – marcando presença, e com o mar lá no fim da caminhada, fica fácil se sentir em casa. À sombra de árvores frondosas, o Quadrado, mesmo com acesso relativamente restrito, concentra glamour rústico, visível na loja de artesanatos, como a Galeria Dona Fulô, e opulento com a presença de marcas fashion como a Carmin. Se andar pelo bairro não requer mais do que 30 minutos, a magia de Trancoso faz com que seus visitantes se tornem fiéis. É uma mistura de clima, paisagem, vibração. E claro, por conta de um dos réveillons mais cultuados no planeta.

No ano passado não foi a festa de fim de ano a única a chamar a atenção, uma vez que o Teatro L’Occitane recebeu a quarta edição do festival Música em Trancoso (MeT), voltado a uma programação de música erudita. O território no sul baiano foi palco para a mezzo soprano búlgara Vesselina Kasarova, o vibrafonista californiano Joe Locke, o tenor argentino Enrique Folger, os maestros Roberto Minczuk, Carlos Moreno e o francês Benoit Fromanger, entre outros. A realização reforçou a prioridade de Trancoso de se mostrar um destino que vai além do sol e mar. Este ano, não foi deferente e nomes como o do regente Carlos Moreno, da mezzo-soprano Angelika Kirchschlager, e do pianista Cesar Camargo Mariano estiveram na programação.

Nada mal para uma vilinha que continua sem luz e com ruas de terra. A questão será sempre a energia positiva de uma vila praiana cercada de encantos por todos os lados.

COMO CHEGAR
Consulte os voos da Gol para Porto Seguro, e de lá de ônibus ou de barco siga para Trancoso. A cidade está a 47 km de distância.


Flávia Lelis, editora de conteúdo online e amante de viagens por natureza

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »
>