VOCÊ ESTÁ LENDO

Um grande centro urbano verde

Um grande centro urbano verde

Antes de seguir para a Austrália, um brasileiro muito viajado tentou descrever em uma só frase o que eu poderia esperar das cidades do meu destino: Sidney é como o Rio de Janeiro e Melbourne é igual a São Paulo. Achei que essa tentativa de comparação um pouco forçada demais, mas, ao desembarcar em Melbourne, a primeira faceta que essa cidade mostrou-me foi o trânsito. Era como se estivesse realmente em São Paulo, sexta-fera, às 6 horas da tarde. Será que o brasileiro estava certo? Fui totalmente levada a achar que sim, mas um olhar mais pormenorizado me mostraria algo muito além disso. Melbourne é a segunda maior cidade australiana, tem algo em torno de 4 milhões de habitantes, prédios altos e uma vida cultural efervescente. Talvez nesses pontos se assemelhe a qualquer grande cidade, mas há muitos detalhes que fazem esse lugar ser muito singular em relação a qualquer outro centro urbano. A primeira característica que chama a atenção é a quantidade de parques espalhados pela cidade. Só para citar alguns: Kings Domain, Fitzroy Gardens, Carlton Gardens, Yarra Parks, Fawkner Park, entre muitos outros. A cidade está bem longe de ser um isolado de concreto: já no avião é possível observar as imensas áreas verdes por toda parte. O Yarra, rio que corta a cidade, é limpo e navegável. Ali, as pessoas praticam esportes como canoagem e, a sua volta, caminham tranquilamente. É uma ótima dica de passeio para o turista sentir o clima da cidade. Ao redor, encontram-se pubs, restaurantes, músicos tocando, dançarinos ou expositores de quadros. Aos fins-de-semana à noite, é um local ainda mais agradável para percorrer, já que se concentram ainda mais artistas e os barzinhos e restaurantes ficam lotados e cheios de vida.Outra coisa que chama a atenção: algumas ruas têm calçadas bem largas, privilegiando o pedestre em relação aos carros e ônibus. Isso é um convite a caminhadas, ainda mais se o turista observar no mapa o quão fácil é se achar na cidade: as principais atrações se concentram em um enorme retângulo. Com uma grande segurança, ar puro, rio limpo, Melbourne acaba sendo o sonho do paulistano ou de qualquer pessoa que more em um centro urbano com grandes problemas estruturais.


Flávia Lelis, editora de conteúdo online e amante de viagens por natureza

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »
>