VOCÊ ESTÁ LENDO

Festa Mariri Yawanawá é experiência mágica em meio...

Festa Mariri Yawanawá é experiência mágica em meio à floresta

Distante dos grandes centros, em locais onde ainda é possível admirar um céu cheio de estrelas, reside a oportunidade única de vivenciar uma experiência atípica, que mistura história, mergulho em costumes diferentes e as belezas amazônicas. Essa é uma das propostas da operadora Turismo Consciente, que com apoio da Associação Sociocultural Yawanawá, desenvolveu um roteiro especial pelos arredores das Aldeias Yawanawás, no Acre. Denominado Festa Mariri Yawanawá, o tour se estende de 16 a 22 de julho, com início em Rio Branco, capital do Estado do Acre, seguindo em canoas motorizadas até a Aldeia Mutum – Território Indígena do Rio Gregório. Entre os diferenciais do roteiro está a possibilidade de conferir a Festa Mariri Yawanawá, que consiste em um encontro de comunidades indígenas da etnia Yawanawá que compartilham seus rituais, jogos, danças e cantos ancestrais durante cinco dias. “Oferecemos aos nossos clientes uma oportunidade para que eles possam viver uma experiência sem correr riscos, prejudicar a comunidade ou impactar a região. Nós trabalhamos com a Associação já há alguns anos e, a partir daí, os visitantes de fora podem ter acesso e participar da festa com segurança”, salienta Maria Teresa Meinberg, diretora da Turismo Consciente.
Yawanawa_4

PROGRAMAÇÃO
1º dia – 16/07
Rio Branco / Cruzeiro do Sul
Apresentação no Aeroporto Internacional de Rio Branco para embarque no voo 2179 da Gol Linhas Aéreas às 23h18. Nosso destino será Cruzeiro do Sul, considerada a cidade mais ocidental do Brasil, no oeste do estado do Acre. Desembarque, recepção no aeroporto e traslado ao hotel para pernoite.

2° dia – 17/07
Viagem pelo Rio Gregório / Aldeia Mutum
Café da manhã e saída de Cruzeiro do Sul por volta das 06h00. Transfer de aproximadamente 2 horas até a vila de São Vicente, nas margens do Rio Gregório, onde embarcaremos em pequenas canoas motorizadas com destino a Aldeia Mutum. A viagem tem duração de aproximadamente 7 horas descendo o rio, com algumas paradas para lanche. Embora seja um percurso longo, este já é o início da nossa experiência e oportunidade de ir aos poucos se desligando do cotidiano das cidades. Um momento para se ligar e sentir a natureza quase intocada da região! Observação: as canoas não possuem cobertura, por isso é preciso proteger-se do sol e da possibilidade de chuvas. Você receberá uma capa de chuva de nossa equipe, que será também responsável pela proteção das malas, que serão embaladas para a viagem. Chegaremos na Aldeia Mutum já no final do dia. Instalaremos nossas redes em uma maloca reservada para os visitantes. Pernoite.

3º ao 5° dia – 18 a 20/07
Festa Mariri Yawanawá
Os próximos dias serão reservados para vivência na Festa Mariri. Diversas aldeias da etnia reúnem-se durante estes dias de lua cheia para celebrarem juntos sua cultura com rituais tradicionais, cantos, pinturas e brincadeiras. Como um dos poucos visitantes de fora, você terá a oportunidade de vivenciar estes momentos únicos junto ao povo Yawanawá. Nas palavras de Tashka, um dos líderes da comunidade, “durante esses dias o povo Yawanawa põe em prática seu ato de agradecimento aos espíritos da floresta pelos bens que ela oferece. Nossa missão com a festa é manter viva a memória de nosso povo, perpetuar nossos costumes e nossa maneira de viver”.
Os pernoites serão realizados em redes, em malocas reservadas para os visitantes.

6º dia – 21/07
Viagem de retorno pelo Rio Gregório / Cruzeiro do Sul
Após café da manhã, será a hora de despedir-se da aldeia. Retornaremos com as canoas motorizadas novamente até a Vila de São Vicente, onde nosso transfer estará nos esperando para viagem até Cruzeiro do Sul. Chegada na cidade e check-in no hotel para um day-use até o momento de nosso embarque. Aproveite para descansar um pouco e organizar suas bagagens. Em horário determinado, traslado para o Aeroporto.

7º dia – 22/07
Cruzeiro do Sul / Rio Branco
Embarque às 00h55 no voo 1318 da Gol Linhas Aéreas com destino a Rio Branco. Chegada prevista na capital acreana para às 02h00 da madrugada.
Observação: Caso seu voo de conexão para sua cidade de origem não seja imediato, temos o serviço opcional de hospedagem em Rio Branco. Consulte os valores abaixo.

Voos inclusos:
Cia Aérea Data De Para Partida Chegada
Gol Linhas Aéreas 16/07 Rio Branco Cruzeiro do Sul 23h18 00h25
Gol Linhas Aéreas 22/07 Cruzeiro do Sul Rio Branco
00h55 02h00

PACOTE
– Passagens aéreas Rio Branco/Cruzeiro do Sul/Rio Branco voando Gol Linhas Aéreas (bloqueio);
– Traslado Aeroporto Cruzeiro do Sul/Hotel;
– 01 diária com café da manhã em Cruzeiro do Sul (hotel de categoria 3 estrelas);
– Transporte fluvial em canoas motorizadas: São Vicente/Aldeia Mutum/São Vicente;
– Taxa de visitação da Associação Sociocultural Yawanawá;
– Regime pensão completa na aldeia – alimentação típica local;
– Kit lanche durante viagem de barco para aldeia;
– Rede e mosqueteiro para os pernoites em malocas;
– Seguro Viagem;
– Kit Viagem Turismo Consciente.
O pacote não inclui:
– Passagens aéreas até Rio Branco;
– Hospedagem em Rio Branco;
– Itens não especificados no programa acima.

VALORES EM REAIS (R$), POR PESSOA: 4.950,00

Forma de Pagamento:
– Até Abril: 20% de entrada via depósito + 4 parcelas fixas no cartão (Visa ou Master) sem juros;
– Maio: 30% de entrada via depósito + 3 parcelas fixas no cartão (Visa ou Master) sem juros;
– A partir de Junho: 40% de entrada via depósito + 2 parcelas fixas no cartão (Visa ou Master) sem juros.
Serviços opcionais:
Hospedagem em Rio Branco:
Apartamento Single ou Duplo Standard com café da manhã (Pinheiro Palace Hotel): R$190,00
Observações Gerais:
– O ministério da saúde recomenda a vacinação da febre amarela para todos os viajantes acima de 09 meses de idade que entram em zonas endêmicas no Brasil, o que é o caso de toda a Amazônia;
– Por se tratar de uma vivência, as atividades nas aldeias descritas acima não representam um roteiro a ser seguido, podendo variar de acordo com a dinâmica local das comunidades;
– Por se tratar de uma viagem de expedição e vivência em ambiente carente de infraestrutura turística, todos os viajantes deverão assinar um termo de responsabilidade e ciência no momento do fechamento do pacote;
– Em consonância com a deliberação normativa nº 161 de 09 de Agosto de 1985, da Embratur, em caso de desistência após assinatura do contrato de viagem, serão retidos: com até 31 dias de antecedência, 10% do valor total a titulo de despesas operacionais; entre 30 e 21 dias anteriores ao embarque, será retido 20% do valor do pacote; após os 20 dias anteriores ao embarque, 80% do valor do pacote.
Na aldeia: Informações importantes!
– As refeições oferecidas pela aldeia aos visitantes são compostas de mandioca, banana, café, chá, carnes de caça e peixes, dependendo estas últimas das condições climáticas. Nossa equipe oferecerá água mineral, frutas secas, torradas, manteiga, sardinha, atum, arroz, macarrão e alguns outros itens para aqueles que, por ventura, não se adaptarem a culinária local. Caso tenha alguma preferência específica ou deseje maior variedade, o viajante poderá levar outros itens em sua bagagem;
– Os banhos acontecem geralmente no rio e muitas vezes são coletivos, por isso usa-se roupas de banho (maiôs, biquínis e sungas). Dê preferência para sabonetes, xampus e produtos biodegradáveis a base de vegetais que podem ser encontrados em lojas especializadas;
– Os pernoites na aldeia são realizados em cabanas e grandes choupanas reservadas para os visitantes.
Nossa equipe lhe entregará uma rede e mosqueteiro novos para utilizar durante sua estadia. O visitante deverá levar uma manta, roupas mais pesadas e/ou saco de dormir (se preferir), pois as noites podem ser mais frias.

Para saber mais:
www.turismoconsciente.com.br

Fotos: Sérgio Vale


Flávia Lelis, editora de conteúdo online e amante de viagens por natureza

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »