VOCÊ ESTÁ LENDO

Europa teme segunda onda de COVID-19

Europa teme segunda onda de COVID-19

A Europa Ocidental ultrapassou os EUA na contagem diária de casos confirmados de COVID-19 na quinta-feira, mais uma vez se tornando um hotspot de vírus.

Os 27 países da União Europeia, além do Reino Unido, Noruega, Islândia e Liechtenstein, relataram um total de mais de 27.200 casos confirmados de COVID-19 na quarta-feira, de acordo com o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças . Os EUA relataram cerca de 26.000 novos casos na quinta-feira, embora o número tenha aumentado para quase 32.000 na sexta-feira, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.

As autoridades da França, do Reino Unido e da Espanha estão particularmente em alerta sobre uma segunda onda do vírus, depois que os casos começaram a ressurgir desde que os bloqueios nacionais foram suspensos em meados de maio.

Na sexta-feira, a França registrou quase 9.000 novos casos – que quebrou seu recorde diário anterior de 7.578, estabelecido em 31 de março durante o auge da pandemia. A Espanha, que está experimentando o ressurgimento mais potente do continente nos últimos 14 dias, relatou mais de 4.100 casos na quinta-feira. A Itália viu quase 1.600.

Esse novo pico de casos europeus pode estar relacionado ao movimento de veranistas, agora que as fronteiras internas da UE foram reabertas. E um número maior de infectados são jovens que estão se socializando e restaurantes e bares reabrem.

Mortes

Mas o aumento de casos não se traduziu em aumento de mortes. A Europa relatou 252 mortes por COVID-19 na quarta-feira, em comparação com as milhares de mortes diárias que eram comuns em meados de março, no auge da pandemia. Isso pode ser atribuído à combinação de pacientes mais jovens se infectando agora, aumento dos testes de pacientes assintomáticos e melhores opções de tratamento disponíveis.

Embora os Estados Unidos estejam relatando cada vez menos casos de COVID-19, ainda é um dos países mais afetados do mundo, relatando mais casos novos do que qualquer outro país, exceto Índia e Brasil. Os EUA também relataram o maior número de mortes no mundo por COVID-19.
Dessa forma

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »