VOCÊ ESTÁ LENDO

Como o Ministério do Turismo está planejando o fut...

Como o Ministério do Turismo está planejando o futuro do setor?

Em todo o Brasil, entidades públicas e privadas buscam alternativas para garantir a sobrevivência de negócios e empregos. Esses grupos também procuram estimular a procura pelos variados atrativos do país no futuro. Pensando nisso, separamos neste artigo algumas das ações que o Ministério do Turismo vem tomando para superar o impacto econômico da pandemia.

O Ministério do Turismo, além de adotar medidas de socorro ao segmento, criou um espaço no seu portal que divulga vídeos promocionais de diversos destinos. Ele pode ser acessado aqui. O objetivo é cativar o interesse do viajante e convidar o público a desfrutar dos inúmeros atrativos que fazem a fama do Brasil mundo afora. O ministro Marcelo Álvaro Antônio aposta no potencial nacional para fazer frente aos desafios do pós-pandemia.

Após esse momento adverso, o turismo tem tudo para registrar novamente os extraordinários avanços alcançados desde o ano passado.  O ministro deseja continuar favorecendo o desenvolvimento econômico e a geração de emprego e renda. O setor do turismo representa mais de 8% do PIB. Com o apoio do governo federal, haverá uma força necessária para se manter e voltar a aproveitar o nosso enorme potencial de atrair visitantes.

Viajantes em Casa

Algumas iniciativas inovadoras buscam manter viva a vontade de botar o pé na estrada. No Norte do país, o fotógrafo e colunista soteropolitano Gildo Júnior, que há 21 anos vive em Boa Vista (RR), decidiu montar uma série de lives com o tema “Viajantes em Casa”. O projeto, iniciado no final de abril e que segue até 22 de maio, busca fortalecer o turismo local, envolvendo diversas personalidades do setor.

“A ideia é convidar os viajantes a produzirem conteúdos relacionados ao turismo. Todos os dias, abordamos temas diferentes do setor”, ele explica. “Falamos sobre o que fazer neste período de isolamento social e como planejar as próximas viagens após a pandemia”.

Gildo é um dos autores do blog “Bora de Trip”. As transmissões online acontecem de segunda-feira a sábado, a partir das 18h57 (horário de Brasília), por meio do perfil @gildo_junior no Instagram.

Proximidade digital com potenciais turistas também é palavra de ordem no mercado. Pensando nisso, a operadora E-HTL organizou bate-papos virtuais que reúnem representantes de cidades para divulgar atrações. “Precisamos unir esforços para continuar promovendo a cadeia do turismo. Encontramos uma opção que nos aproxima de todos os nossos parceiros e que será uma grande oportunidade de ajudar o setor”, comenta Flávio Louro, presidente da E-HTL. As lives ocorrem até 9 de junho, pelo Instagram @ehtloficial.

Campanhas

Vários estados do país incentivam turistas a postergar o sonho de botar o pé na estrada pelos destinos nacionais. Eles utilizam perfis em redes sociais para enaltecer atrativos, conquistar interesse e recomendar viagens após a pandemia. A tentativa de convencer o visitante a adiar planos conta ainda com ações tipo desenvolvidas por entidades como a Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) e a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), que seguem a mesma linha. O MTur criou um espaço no seu portal para divulgar vídeos promocionais que apostam em mensagens como “nos vemos em breve”, “estaremos esperando por vocês” e “a pandemia vai passar; o turismo, não”. Veja os vídeos aqui.

Esforços do Ministério do Turismo

Medidas articuladas pelo Ministério do Turismo a partir do permanente contato com representantes do trade turístico e de outros órgãos do governo federal contribuem para mitigar prejuízos do coronavírus. Uma delas, a campanha ‘Não cancele, remarque!’, estimula o adiamento de viagens, pacotes e eventos culturais contratados, visando reforçar a manutenção de negócios e postos de trabalho na área. Saiba mais sobre a campanha aqui.

O órgão também atua para facilitar o acesso a empréstimos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), além de, em conjunto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, ter elaborado Medida Provisória que disciplina cancelamentos e remarcações nos ramos turístico e cultural. Outra MP sugerida pela Pasta autoriza empresas a flexibilizar salários e jornadas de trabalho, mediante o pagamento de seguro-desemprego e FGTS.

como-o-ministerio-do-turismo-esta-planejando-o-futuro-do-setor


Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »