VOCÊ ESTÁ LENDO

A beleza única da Costa do Marfim

A beleza única da Costa do Marfim

Localizada estrategicamente no  Oeste da África, na chamada África subsaariana (por ficar no Sul do Deserto do Saara), a Costa do Marfim é um país de múltiplas belezas e repleta de riquezas. Cote D´Ivoire, este é o nome oficial, foi colonizada pelos franceses e apesar de o francês ser o idioma oficial, existem mais de 60 dialetos falados pelo país, o que demonstra a sua etnia variada. A mistura de sons e cores desenham um destino alegre, cheio de vida e com muitas tradições, principalmente nas aldeias espalhadas de sul a norte do país. Danças típicas, que evocam os elementos das florestas; pratos regionais, feitos com banana da terra, arroz e farinha; e sua maior riqueza, a produção de cacau convidam a uma viagem sem igual, onde o modo de olhar a vida nos instiga a não sermos mais os mesmos.

Vista aérea da maior basílica do mundo: Nossa Senhora da Paz

O sonoro nome  Cote D´Ivoire

Os roteiros para conhecer Cote D´Ivoire (esse é o nome em francês) são inúmeros, mas o clássico, que tem início na cosmopolita capital Abidjan e segue para o Norte, até Korhogo é o mais realizado pelos brasileiros, que atualmente somam modestas 200 visitas ao ano. A intenção de elevar este número é imensa por parte da Embaixada Oficial do país e pelo Departamento de Turismo, tanto que em outubro passado, esses dois departamentos uniram forças e realizaram o primeiro fantrip do Brasil até a Costa do Marfim, num projeto intitulado Edoctour. Foram três jornalistas, três operadores, um fotógrafo e um educador que seguiram do Brasil para experienciar uma jornada cheia de surpresas, com olhar para uma África rica de história e cultura, delineada pelas forças ancestrais. Receptivos locais puderam participar de rodadas de negócios para entender melhor o que esperam os brasileiros; na contrapartida, os brasileiros presentes puderam entender melhor sobre o povo amável e hospitaleiro que os espera e os produtos disponíveis. A vivência, que vai se transformar em reportagens nos veículos convidados e também em roteiros oficiais no portfólio dos operadores brasileiros, tem como objetivo maior intercâmbio turístico entre o Brasil e Cote D´Ivoire, uma aliança além dos negócios e que soma amizade e amor. “O Brasil e a Costa do Marfim têm muito em comum e poder apresentar mais essa opção de viagem ao povo brasileiro é muito gratificante”, explicou Jean Jacques Kouassi, representante da Embaixada da Costa do Marfim, no Brasil, um entusiasta dessa união e que desde 2012 se empenhou para que o intercâmbio emplacasse.

Em Niakara, mulheres vendem seus produtos para ajudarem suas famílias que muitas vezes, são nômades

Abidjan, a capital moderna

Abidjan, Grand Bassam, Yamoussoukro, Bouake, Korhogo e a região praiana de Assinie foram as principais cidades visitadas. Mas o país tem muito mais a ser explorado, como parques e reservas florestais e outras inúmeras localidades, com ainda mais danças, festas e farta alegria. Abidjan é a capital econômica do país, com bons restaurantes, museus, casas de shows e excelentes hotéis, como o Sofitel, o Ecologic, o Du Golf, o Azalai, o Seen, o Pullman e outros. A 50 quilômetros de lá, está a conhecida reserva de Domaine Bine que, além de refeições caseiras maravilhosas, oferece banho de argila e uma inserção pela mata local, com aulas in loco sobre a produção de cacau. Já Grand Bassam é uma região linda, com praias e onde está o delicioso Assoyan Beach, um resort à beira mar, onde o sol e o barulho do mar nos fazem maravilhas. É também aqui, nesta região, que está o reinado de NZima e de onde se pode assistir apresentações locais, com o rei e seus súditos presentes. Trata-se de uma espécie de governo paralelo onde a cultura e as tradições dão uma diretriz de comportamento e ética para os moradores locais.

A pintura em tecido que passa de geração em geração.O segredo da tinta natural, extraída da natureza

Yamoussokro, a vida política do país

Quanto à conhecida Yamoussokro, trata-se da a capital política do país e onde está um dos hotéis mais emblemáticos do país, o President, com seu mirante espetacular, que nos convida a uma hospedagem memorável… E ainda, a maior basílica do mundo, a Notre Dame de la Paix ou a Nossa Senhora da Paz, inaugurada em 1990, com uma superfície de trinta mil metros quadrados e que arrebata nossos corações de fé pela beleza e pela arquitetura cheia de detalhes, como seus grandes e suntuosos vitrais. Na região de Baoulé, outro ponto visitado nessa jornada, é a cultura africana genuína que dá o tom especial à viagem. No vilarejo de Gbomizambo, por exemplo, você poderá assistir a tradicional dança com as máscaras Goly; e mais adiante, você poderá presenciar a produção da tecelagem feita de forma artesanal. Seguindo adiante, em Baouké, são as peças artesanais produzidas pelas mulheres oleiras que vão deixar você encantado, com a chance de poder participar da produção junto das artesãs. Lembre-se de que o hotel Mon Afrik, será o seu porto seguro para uma estadia memorável, enquanto estiver por aqui.

Na aldeia do povo Senoufo as construções tradicionais das cabanas conservadas até hoje…

Korhogo, uma viagem no tempo

A 274 quilômetros da capital Abidjan e ainda no norte do país, está Korhogo, uma região que preserva tradições e mistérios e onde a sua viagem ganha contornos impressionantes em história, cultura e costumes. A quarta maior cidade do país, é certamente uma parada inesquecível para quem deseja conhecer mais sobre a alma e o coração do povo marfinense. A cidade que tem o seu próprio aeroporto, conta com uma população que beira as 300 mil pessoas. Os atrativos são muitos, como a imersão na vida tradicional do povo Senoufo, numa aldeia típica com suas cabanas (feitas de barro e palha) e que resistiram ao tempo, conservando até hoje toda a tradição de séculos de história. As apresentações musicais de Balaton (com o instrumento xilofone) também nos emociona e contagia. Para aproveitar tudo o que a cidade oferece, hospede-se no Balaton, um hotel super bem localizado. Na tradicional Korhogo, você também poderá apreciar  os artistas locais que  produzem peças em madeira ou os tecelões que pintam obras sobre tela ou sobre tecido no bairro de Koko. Tudo é tão envolvente que você se desliga do tempo na arte da observação. A mais impactante das apresentações, entretanto, a performance dançante Boloyé (uma das danças mais antigas da região do Poro, na Savana) que  também acontece aqui em Korhogo, mais precisamente no bairro de Waraniéné. O espetáculo, ligada ao povo Senoufo, mexe com todos os seus sentidos, pois faz uma reverência à fase de transição pela qual passam os meninos da aldeia. Na prática, os iniciados, como são chamados, passam da adolescência até a fase adulta, em torno de sete anos, longe da família, aprendendo tudo aquilo que um homem da aldeia deve saber: cuidar da família, ter noções claras de valores e ética, cozinhar, cuidar de si, ser auto-suficiente, serem responsáveis … E quando estão prontos, anos depois, voltam para o convívio da aldeia e a vida em comum. Toda a simbologia das panteras africanas (que possui força e destreza) apresentada com quatro ou cinco dançarinos é mostrada durante essa apresentação, em passos coreografados e numa indumentária temática para impressionar locais e visitantes, fazendo uma analogia entre a força e o poder e mantendo toda a sacralidade a que o ritual se propõe. Ao som de chocalhos, pés e cordas, durante a apresentação, crianças, adolescentes, adultos e os líderes da aldeia trataram o espetáculo com  respeito e reverência.

A beleza da região costeira da Costa do Marfim

Pelas praias de Assinie

A cidade costeira de Assinie, ao longo do Golfo da Guiné e a quase 100 quilômetros da capital, Abidjan, permite dias de sol, banhados pelo mar do Atlântico, com muito encantamento. Mansões à beira mar e resorts de luxo mostram porque a riviera tem agradado há tempos, ricos e famosos que buscam experiencia da África, com mais sofisticação e muita tranquilidade. E Assinie não tem apenas a beleza do mar, mas também conta com a beleza da Lagoa de Aby, a segunda maior lagoa da Costa do Marfim, cujas águas desaguam no Oceano Atlântico, permitindo um cenário paradisíaco que pode ser apreciado de barco. Em toda a extensão de Assinie, são os lodges que chamam a atenção e são a partir deles, com restaurantes, hospedagem e passeios que se pode passar dias muito agradáveis. Quenn Lodge, Marines de Babihana, Coucoé Lodge e la Maison d´Akoula e Akwa Beach são alguns dos empreendimentos disponíveis para a sua hospedagem ou day use de sonhos. Aproveite a Costa do Marfim e desfrute do melhor!

Para saber mais
www.cotedivoire.com
Imagens
Wilson Decola para o Escritório Oficial de Turismo da Costa do Marfim (Divulgação)

#cotedivoiretourism

#costadomarfim


Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »
>