100 razões para celebrar

A Embraer entregou nesta quinta feira, 17, o centésimo E-Jet que entra em operação no mercado da América Latina e Caribe para a Azul Linhas Aéreas. Com esse reforço, a Azul soma agora 19 E-Jets e uma frota total de 31 aviões. Pedro Janot, Presidente da Azul, ficou lisonjeado em receber este marco. “É uma honra para a Azul receber esta aeronave comemorativa da Embraer, uma empresa que acreditávamos antes mesmo do nascimento de nossa companhia”, disse.
Na ocasião Paulo César de Souza e Silva, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial, divulgou que a empresa quer encerrar o ano de 2011 com 134 aviões comercias da família E-Jets operando na América Latina. Atualmente, as vendas para este mercado representam cerca de 15% do faturamento total com os modelos E-Jets no mundo e deve subir para cerca de 20% nos próximos dez anos.

E-Jet entregue a Azul Linhas Aéreas

Embraer quer mais presença na Ásia e Oriente Médio
A Embraer quer conquistar este ano mais espaço nos mercados de aviação comercial no Oriente Médio e na Ásia. Em relação ao Oriente Médio, onde já possui 65 E-jets em operação, Souza e Silva, acredita que esse número cresça entre 20 e 30%. Já na Ásia, em que a participação ainda é muito baixa, a Embraer espera vender os primeiros aviões para a Índia e a Indonésia. Sobre a negociação com o governo chinês para a possibilidade de fabricação de jatos executivos, Souza e Silva afirmou que é uma das alternativas que estão sendo estudadas e que espera a decisão durante a visita da presidente Dilma Roussef à China em abril.

Paulo César de Souza e Silva, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial, Pedro Janot, Presidente da Azul Linhas Aéreas e Eduardo Cury, Prefeito de São José dos Campos

Novidades na Azul
Segundo o presidente da Azul Linhas Aéreas, Pedro Janot, a meta da companhia é ter 38 aeronaves operando até o final deste ano e para 2015 espera alcançar o número de 86 jatos voando pelo Brasil. Sobre os números de participação de mercado, a empresa trabalha para chegar entre os 9 e 11%, um aumento significativo em relação a 2010 que foi de 7%. A Azul pretende também ampliar a oferta de rotas oferecidas. “Vamos focar nossas operações no Sul de Minas Gerais e Nordeste, que são mercados bastante promissores e carecem de rotas alternativas”, disse Janot. A grande novidade que a companhia aposta é que o lançamento, no segundo semestre deste ano, da TV ao vivo, com até 36 canais, a bordo de todos os vôos operados com E-Jet.


Flávia Lelis, editora de conteúdo online e amante de viagens por natureza

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »