VOCÊ ESTÁ LENDO

Conexão SP-Paris

Conexão SP-Paris

Se você aprecia cultura de excelência, antes de traçar os novos roteiros para sua viagem, pode considerar dois cenários de arte localizados em duas cidades de peso, quando o assunto é qualidade cultural. E o melhor: além de conferir uma programação de eventos variados, a Ópera Garnier, em Paris, e a Casa das Rosas, em São Paulo, conferem também uma viagem ao tempo!

Opera Garnier: arte à parisiense
Rodeada por alguns dos mais expressivos pólos de cultura do mundo como o Museu do Louvre, Paris, França, também é casa para a Ópera Garnier, construída durante o século 19 com traços arquitetônicos neobarrocos assinados por Charles Garnier. O edifício de sofisticação, tanto externa, quanto interna, é capaz de acomodar mais de 1900 pessoas e receber 450 pessoas em seu palco. Com uma área superior a 11 mil metros quadrados, o teatro é adornado com peças requintadas, escadarias de mármores de cores variadas e internamente predomina os tons de
dourado.

Casa das Rosas: a bela da Paulista

Em São Paulo, a Casa das Rosas resiste ao tempo como um dos últimos – e mais belos – casarões da celebrada Avenida Paulista. Transformado, o lugar também reconhecido como Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura é palco para apresentações saraus, exposições e recitais. Erguida em uma área de cinco mil metros quadrados, a Casa das Rosas nasceu originalmente a partir das ideias do arquiteto Ramos de Azevedo, em 1928, para servir de residência para sua filha Lúcia Ramos de Azevedo.

Para saber mais: www.operadeparis.frwww.casadasrosas-sp.org.br

Foto: Olivier Rn.


Flávia Lelis, editora de conteúdo online e amante de viagens por natureza

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »