Ah Lenine…

Ok, vamos aos fatos: acumulo 28 anos de idade e nenhum deles nas avenidas famosas ou desconhecidas do carnaval. E pela primeira vez experimento tudo isso. Em meu segundo dia como foliã tive o privilégio de estar na área vip do show de Lenine, cantor de 54 anos que, literalmente, me mostrou que meu preparo físico está para lá de ultrapassado. Isto porque, ao longo de quase duas horas de show o cantor pulou e cantou um vasto repertório, sem nenhuma grande parada, a não ser para chamar as atrações que fariam participações especiais. Música atrás de música, meus pés e minha coluna davam pista de que a energia havia acabado e que meus 28 anos estavam pesados demais. No limite da dor, Lenine eufórico cantou com um grupo de maracatu.  Mas logo voltou para cantar sobre a paciência. Despediu-se então formalmente e se foi. E voltou mais uma vez, para completo delírio de seu público fiel. Uma música a mais e fim. Fim mágico, emocionante, inesquecível. Minhas pernas seguem doendo, assim como os pés, mas a memória ainda canta feliz!


Flávia Lelis, editora de conteúdo online e amante de viagens por natureza

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

comentários

INSTAGRAM
SiGA A GENTE
Translate »
>